ovo

Quando quebrei a casca do universo
Vi dentro dela constelações e espaço imerso
Gema sistema solar, clara planeta
Descobri assim, sem luneta
Constelações inteiras
E sozinho, rompi todas suas fronteiras

Um universo todo
Em uma casca de ovo
Tudo novo
Para olhos desatentos

Achei beleza salgada
Sem gravidade nem tormenta
Nada de escuridão agourenta
Só amarelo e branco salpicado com pimenta

E o universo, em sua infinita beleza
Repousou em cima da mesa
Com meu suco de laranja

Bebi da caneca
Pensei um pouco sobre singular momento
Mas descobri ainda pensamento
Que queria mesmo é panqueca

fim

Autor: Emerson Silva

Anúncios