baixando-aplicativo

“Baixando aplicativo 10%”

Você se sente sozinho e aquele vazio que você preencheu com vídeos pornográficos se torna cada vez maior. Se pergunta, mais de uma vez, quantas pessoas apertaram o botão de download com a mesma esperança? Amor, a miopia emocional do século 21. Sua esperança é de que este aplicativo resolva de uma vez por todas seu problema quase crônico de solidão.

“Baixando aplicativo 30%”

Quando não está no computador, você passa a noite assistindo canais de compra, leilões de anéis ou o programa onde o cara fica parado, esperando uma ligação que adivinhe a charada da madrugada. Ninguém liga, é deprimente. Um avião poderia cair na cabeça do apresentador, separar os membros do corpo, expirar sangue escuro na tela e ainda assim ninguém veria. Você continua a contagem regressiva do fim da sua solidão.

“Baixando aplicativo 50%”

Na descrição, o mais moderno sistema de interação social. Nele você passa por milhares de rostos maquiados e abdomens sarados, a procura de um que chame a atenção. Pode escolher entre as mulheres mais bonitas do mundo ou talvez, se estiver mesmo desesperado, simplesmente aceite todas as opções. Aceite as magras, altas, carecas e até homens. Você pode ser gay e não sabe, talvez por isso não tenha encontrado o amor.

“Baixando aplicativo 80%”

Estamos quase lá e você se deslumbra. Vai conhecer aquela pessoa especial, aquela garota com óculos de armação larga que leu o último grande sucesso de literatura inglesa ainda não traduzido para o português. Ela é linda e inteligente ao mesmo tempo, usa uma camiseta de alguma revolução, o cabelo sempre amarrado para trás, sabe 3 idiomas, fez 2 faculdades, assiste filme francês, cita Shakespeare e tem um guarda chuva vermelho.

“Aplicativo instalado”

Era tudo verdade! As pessoas são maravilhosas, as garotas mais bonitas que você já viu estão solteiras! Elas usam biquínis pequenos, têm vidas badaladas e fotos segurando garrafas de vodka. Você escolhe a melhor, aquela que não vai querer um relacionamento sério, afinal você só quer diversão e, quando tudo acabar, você pode ir pra próxima. É fantástico! Ela tem peitões enormes e lábios grossos, tem cara de que vai dar pra você logo de cara. E então, depois de clicar em OK…

“Você precisa pagar $1,99 por esta funcionalidade.”

Anúncios

DIÁLOGOS

Chega enfim aquele momento, o pequeno instante que separa o Domingo da Segunda-feira, e como sempre, eles batem aquele papo rápido antes de seguirem em frente.

-Boa noite! – Desejou o Domingo.

-Bom dia! – Devolveu a Segunda com cortesia.

-Mais uma semana que acaba em? – Questionou o Domingo.

-Mais uma semana que começa! – Respondeu Segunda com um sorriso.

-Na verdade já começou, né? A semana começa comigo!

-Começar de verdade é comigo, mas alguém tinha que fazer isso não é? – Devolveu a Segunda já irritada.

-Claro! Eu faço isso toda semana. – Respondeu o Domingo em tom arrogante.

A Segunda então explodiu de raiva!

-Você não faz nada seu filho da puta! Vive de férias! Até a Sexta-feira que vive bêbada trabalha! Até o Sábado trabalha às vezes! Mas você ta sempre aí, de chinelo, só curtindo!

-Você que pensa! Acha que é fácil ser dia de feira? Eu acordo mais cedo do que você! Às 4 da manhã eu já estou de pé! – Se irritou o Domingo.

-O que? Eu sou a Segunda feira! Segunda feira! Seu idiota! Acha que não tem feira de Segunda? Além do mais eu acordo mais cedo, começo a semana, trabalho como um escravo!

-Seu cu! Eu sou o primeiro dia! Você é a Se-gun-da! Quem começa a semana sou eu!

-Vai se foder seu merdinha! Só fica de papo, nunca trabalhou! Maldito playboy! Se acha grande coisa só porque é o primeiro dia. Mas vou te contar uma coisa, todo mundo fala por aí que você é o ultimo dia! Até o Sábado, seu amiguinho, fala isso!

-Seu babaca! Nunca mais diga isso na minha frente! Vai embora daqui! – gritou o Domingo. – E semana que vem nem pense em falar comigo ou eu quebro sua cara!

-Você? Vai jogar seu chinelo de praia em mim? Não preciso mesmo de você seu babaca!

-Some daqui seu Cuzão!

-Ultimo dia! Ultimo dia!

-Some daqui! – Gritou o Domingo.

Dia do Fantástico! – Gritou a Segunda, ouvindo o Domingo berrar raiva enquanto se afastava pra começar mais uma semana. –Seu merda! Dia de Faustão!

fim

Autor: Emerson Silva
Diálogos volta semana que vem! Se a Segunda não se irritar!


O espaço é um lugar grande. Mais vasto que uma xícara de café comparada a um grão de açúcar, e tão preto quanto.

Houve boatos de pessoas muito bem intencionadas que tentaram medir o universo, contudo houve uma briga memorável sobre o sistema de medidas a ser utilizado: métrico ou inglês. Depois de séculos a escolha foi o sistema inglês, mesmo sendo terrivelmente sem lógica e difícil de entender.

Depois de anos esticando a imensa fita métrica descobriram algo, não existia fita métrica grande o suficiente para medir o universo. Logo os medidores chegaram a uma conclusão: o universo é grande, bem grande.

À distância para chegar de um lado do universo ao outro, pode ser comparada então, a mesma distância de um banheiro do outro lado de um campo de futebol, quando você acabou de descobrir que esta com diarreia. Longe, bem longe.

Alguns dizem que o universo é, pelo contrario, muito pequeno, e que ele funciona como um jogo de videogame: chegando ao final você sai de novo no começo e como é tudo igual, ninguém percebe a diferença.

fim

Autor: Emerson Silva

ovo

Quando quebrei a casca do universo
Vi dentro dela constelações e espaço imerso
Gema sistema solar, clara planeta
Descobri assim, sem luneta
Constelações inteiras
E sozinho, rompi todas suas fronteiras

Um universo todo
Em uma casca de ovo
Tudo novo
Para olhos desatentos

Achei beleza salgada
Sem gravidade nem tormenta
Nada de escuridão agourenta
Só amarelo e branco salpicado com pimenta

E o universo, em sua infinita beleza
Repousou em cima da mesa
Com meu suco de laranja

Bebi da caneca
Pensei um pouco sobre singular momento
Mas descobri ainda pensamento
Que queria mesmo é panqueca

fim

Autor: Emerson Silva

vingança-natal

A noite era fria, como sempre por ali. A neve se acomodava no teto e nas janelas, bloqueando a visão de quem estivesse do lado de dentro ou de fora.

Após um dia duro checando a produção da fabrica, resolveu se acomodar em uma cadeira de balanço de madeira bem polida, tomando uma boa xícara de chocolate quente. Aproveitaria para ler algumas das cartas ainda não lidas.

Foi então que algo lhe chamou atenção: uma carta do ano passado, velha e amassada. Leu apreensivo, era uma carta raivosa. Não sabia ao certo se muitas pessoas o odiavam, mas esta era com certeza, uma carta de muito ódio. Tomou mais um gole do chocolate quente com o pedaço de papel ainda em mãos.

De subido, em um rompante, a porta da sua sala abriu. O estrondo o fez derramar metade do que restava do chocolate fumegante, queimando a grande barriga protuberante. Escondidos na sombra que a porta projetava olhos claros o analisavam de longe,

-Enfim chegou sua hora, senhor.

-Mas que mal eu lhe fiz? – Perguntou o velho.

-O seu mal, foi me ignorar. Gostou do chocolate quente?

Então, como se uma mão apertasse sua garganta o velho caiu sem ar, se contorceu por alguns segundos até que agonizou por uma ultima vez e a mão, agora sem movimento, largou a carta do menino ao chão.

-Adeus velho Noel. – Disse o garoto saindo pela porta. – Esse é o meu presente de natal pra você.

No chão, a luz fraca do seu escritório a carta repousou, uma carta de ódio para o velho Noel, escrita no ano anterior. Uma carta que o lembrava do único presente de natal que um dia ele esqueceu.

Não entendeu? Então leia a carta que foi escrita pelo menino, no ano passado clicando aqui no link.

fim

Autor: Emerson Silva

 

Remata Para Canto

Um blog para se saber tudo sobre futebol (ou não)

Pensar Enlouquece, Pense Nisso

Blog (mais ou menos) pessoal de Alexandre Inagaki

O Nerd Escritor

Contos, Literatura e Cultura Nerd

Farinha de Mandioca

Tapioca para comer com os olhos.

Letras Minúsculas

Literatura, ilustración, talleres